terça-feira, 29 de outubro de 2013

(bi)partido

percorria pátios repletos de antenas como quem cruza montes e florestas, caçava níqueis e palavras como quem colhe suspiros e flores, era inteiro e leal como alguém que jamais fora fragmentado por qualquer aparelho eletroeletrônico. seu céu era moradia de estrelas reais, não de luzinhas de led.

Nenhum comentário:

Postar um comentário