domingo, 19 de janeiro de 2014

maldoror

O grande negócio e a grande sacada de um certo grupo que se reunia para leituras sazonais era não fazer-se ouvir em ambientes de púlpitos perolados, luzes de farmácia e cadeiras plásticas enfileiradas simetricamente - respeitando a máxima: 'simétricos são os corpos, direitos são os homens e seus pensamentos'. Não, a vontade era fazer com que seus hálitos fossem os transmissores das palavras e, os ... solos de contrabaixo da banda lateral, os depositários. A condensação da mensagem se daria na fumaça do cigarro; o entendimento, nos olhares de quem está para ir pra cama com alguém que acabou de conhecer entre uma vírgula e uma semifusa (com uma batida Coquinho, cor-de-rosa-calcinha, em uma das mãos). Com a sustentação da clave de Fá, remixavam os rastejos da língua, tendo Maldoror como encosto oficial e vitalício.

Nenhum comentário:

Postar um comentário