sábado, 2 de agosto de 2014

antes

(x) É uma convivência compartilhada, de história que permanece no silêncio em você, sem a necessidade de ser escrita de imediato, posto que ainda está em estado de germinação. 

(w) Ou quando liberta apenas uma de suas pontas, ininteligível, permanecendo todo o resto quieto, num submundo de raízes onde reside a completude. E os olhos pregados na página em branco, enquanto tentam ler as histórias de dentro. Por vezes navegam e não trazem peixes. 

(*) O coração cheio de histórias, mas sem uma única palavra dita. Então, a necessidade da sabedoria para diferenciar os ritmos das coisas, e de não confundi-los com o procrastinar. 

(z) Uma das coisas mais difíceis, mas possíveis, principalmente quando delas buscamos ter consciência.



Nenhum comentário:

Postar um comentário